jusbrasil.com.br
24 de Outubro de 2017
    Adicione tópicos

    Além da JUCEMS, o CRC/MS Tem Representantes, Também, na JURFIS de Campo Grande

    Graças ao trabalho conjunto, contínuo e incansável, do CRC/MS - Conselho Regional de Contabilidade de MS e do SESCON/MS - Sindicato da Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramentos, Perícias Informações e Pesquisas no MS, que tem resultado em significativas conquistas para a categoria, a Classe Contábil campo-grandense está inserida em dois importantes órgãos públicos: a JURFIS - Junta de Recursos Fiscais do Município de Campo Grande e JUCEMS - Junta Comercial de Mato Grosso do Sul.

    A JURFIS - Junta de Recursos Fiscais do Município de Campo Grande tem por finalidade julgar, em segunda e última instância administrativa, os recursos interpostos pelos contribuintes do Município contra atos e decisões fiscais de primeira instância, na forma por que dispõe o Código Tributário Municipal. É composta por representantes do Município de Campo Grande e dos contribuintes, com ampla experiência em matéria tributária e fiscal, indicados por entidades representativas do comércio, da indústria e prestação de serviços.

    Representam o CRC/MS no órgão, o Contador Arleon Carlos Stelini - Vice-Presidente de Administração do CRC/MS como membro titular e Contador João Sebastião da Silva, Diretor Administrativo do SESCON/MS, como membro suplente.

    Na JUCEMS órgão, que executa e administra os serviços do registro público de empresas, são representantes do CRC/MS no órgão colegiado consultivo e de deliberação superior composto por 11 vogais, que representam instituições de classe que, entre outras atribuições, vota em julgamentos e relata processos, o Contador Carlos Rubens de Oliveira, Vice- Presidente de Registro do CRC/MS como membro titular e o Contador Ruberlei Bulgarelli, Presidente do CRC/MS - Conselho Regional de Contabilidade de MS como membro suplente.

    A presença de Profissionais da Contabilidade nestes órgãos é importante porque podem contribuir com o município, estado e com os contribuintes, aplicando os conhecimentos contábeis que possuem nos julgamentos dos processos tornado-os mais justos e transparentes.

    Fonte: Imprensa – CRC/MS

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)